Mas a pergunta que fica é: Amor de carnaval vale à pena?

amor-de-carnaval-vale-a-pena


Amor de carnaval vale à pena?


Oi amiga!

Como vai a folia de carnaval por aí? Ainda dá tempo de agarrar um boy magia hein!

Mas por falar em boy magia, será que vale à pena deixar rolar mais que uma ficada no meio da avenida? E se rolar sentimento? Pior: e se rolar sentimento só da sua parte? Como fica?

Bom, não fica né… Ou melhor, fica você despedaçada! Se apaixonar em pleno carnaval é receita (quase) certa de coração partido.

“Ah, mas quem é louca de cometer uma burrada dessas?”. Loucas todas nós somos, e aquelas que estão desesperadas para encontrar um par de calças, são mais ainda! Acredite: tem mulher louca pra tudo!

Ok, em algumas raras exceções (que, pessoalmente, nunca presenciei), mulheres realmente encontraram o amor de suas vidas em pleno carnaval, e sim, engataram um relacionamento. Mas veja bem: são exceções, não regra! Podem sim acontecer, mas não é nessa exceção que você deve se basear (pelo bem do seu coração).

E o que pode ter acontecido com essas mulheres que encontraram o amor no carnaval? Na verdade, vou elencar alguns motivos que podem ter acontecido com ‘eles’:


  • Seu boy magia não curte carnaval, estava perdido na avenida porque foi levado à força pelos amigos, mas preferia estar vendo seriado na NetFlix. Até que te viu passando, se interessou e pá: quis ficar contigo a noite inteira;
  • Seu boy magia (por incrível que pareça) anda procurando relacionamento há um tempo, para se aquietar. Foi pra avenida tentar dar um fim à depressão, mas aí te encontrou e a história acima se repete;
  • Seu boy magia só queria pegar todas e dane-se! Mas, teve o “azar” de cair naquela ladainha de amor à primeira vista quando te viu (que na verdade é paixão). Tentou disfarçar que não, mas ficou contigo no primeiro dia, e no dia seguinte já chegou te procurando.
  • Por um alinhamento do cosmos que acabou gerando um cruzamento entre saturno e júpiter, você e ele foram colocados ao mesmo tempo diante um do outro, e o cupido acertou uma flecha que ultrapassou os dois de uma só vez. E aí rolou sentimento, namoro, casamento, etc.

Brincadeiras à parte, só preciso que você entenda que a paixão pode estar e acontecer em qualquer lugar, pois nessas “coisas” a gente não manda (infelizmente). Mas tenha em mente que carnaval é folia, e 99,99% da população está lá para sair beijando bocas e transmitindo sapinho e (talvez) zika vírus.

Muito, mas muuuuito dificilmente você ouvirá uma pessoa dizer que vai pular carnaval esperando encontrar o amor da sua vida (alguém responde isso?), e se disser, ou é mulher carente ou está bêbado (ou uma mistura dos dois).

Como é que você pede para Deus te mandar um homem carinhoso, mais caseiro, que não seja cafajeste nem galinha, e vai procurar este homem em pleno carnaval criatura? Percebe que a chance de você “dar com os burros n’água” é enorme e sem precedentes?


“Ah, mas minha amiga encontrou o amor dela na avenida, e hoje são casados e felizes…”


Ok, estamos falando daquela exceção, lembra? Muito provavelmente os dois se atraíram, apaixonaram-se, e cultivaram o amor fora da avenida.

Aliás: não é amor de carnaval, é paixão. Aquela coisa que surge de uma mistura de hormônios em fúria, que te cega, que te faz querer estar o tempo inteiro com a pessoa e contar as horas para vê-la novamente. Se a paixão não conseguir se transformar em algo mais profundo, como o amor, as chances de um dos dois se decepcionarem é enorme.

Logo, não vá para o carnaval procurando um amor, nem mesmo uma paixão… Vá para se divertir, pular, curtir. Se rolar química com um boy gato que tá te dando mole, ok, se joga. Mas não me aparece chateada depois porque ele te beijou, saiu sem perguntar seu nome, e dois segundos à frente estava agarrando outra mulher.

É carnaval criatura! A festa da carne (como dizem). Ninguém tá nem aí pro seu nome, sua idade, seu horóscopo, seus sentimentos… Pergunte a um homem que está na folia se ele espera encontrar o amor da vida dele ali no meio (ainda mais com um monte de mulher piriguetando) e já te adianto que a resposta não será positiva.

O que pode acontecer, no máximo, é você e ele se gostarem, ficarem, e trocarem whatsapp. E aí, depoooois que a bagunça acabar, que a carência chegar, vocês conversam, se entendem, e a coisa engata em um relacionamento (ou não!).

Pior ainda quando o boy é de outra cidade e você sabe que dificilmente irá vê-lo novamente. A energia do carnaval, o clima, faz parecer que é tudo muito mágico e que, quando acabar, vocês continuarão se vendo e se falando com a mesma frequência e interesse. Mas tenha em mente que você não o conhece, não sabe o que é verdade de tudo que ele te disse, nem sabe se o cara é solteiro!

A lição é: divirta-se e deixe o juízo bem alerta! Não saia plantando expectativas porque a colheita pode não ser boa como espera. Expectativas são perigosas, principalmente nas mãos de uma mulher carente. Aproveite pelo menos um dia no ano para deixar a boazinha em casa e sair por aí arrasando corações, ao invés de deixar que eles te arrasem!

Ah, e não vou dizer para você usar camisinha porque não te ensino a ser fácil desse jeito! Te orienta hein!

Um beijo, sua linda! :*



Segredos da mente masculina: comece definitivamente a entender os homens, e ter melhores relacionamentos!