[Artigo 2] Estratégia para Reconquistar Ex! Ele vai voltar!


Estratégia para Reconquistar Ex!
Ele vai voltar!


Os dias parecem não passar, e são cada vez mais torturantes e sem graça, pois não existem mais as ligações e mensagens dele para te animar. É como se as coisas ao seu redor não fizessem mais sentido sem ele, afinal, era com ele que você compartilhava tudo.

Dormir parece ser a única alternativa que te traz paz e te livra dos pensamentos negativos de tê-lo perdido para sempre. Isto é, quando você finalmente consegue pegar no sono, horas após reviver cada momento maravilhoso ao lado dele, e de chorar pedindo a Deus que seja um pesadelo e ele volte para você.

É tudo tão confuso… Uma mistura de raiva, carência, insegurança, medo, desejo, saudade, vingança… Nossa mente vira uma completa bagunça!

É, sei exatamente como é isso… Não é nada fácil tentar se desligar da única coisa que você deseja ter: seu amor de volta. Eu te entendo.

E por isso quero te convidar a acompanhar esse texto inteiro, pois você vai aprender uma forma de aliviar toda essa dor: vou te dizer a única estratégia para reconquistar ex, que pode trazer este homem de volta aos seus braços.

Se você conseguir me “escutar” com atenção, vai entender:


  • Por que talvez nem tudo esteja perdido, e ainda tenha jeito para reconquistar seu amor (e como fazer isso);
  • Por que tudo que você tentou deu errado, e como consertar o estrago;
  • Por que ir atrás é a pior coisa que você pode fazer, e como se aproximar da forma certa;
  • Por que você precisa de uma estratégia comprovada para reatar esse romance ou vai perdê-lo de vez;

Se conseguir entender o que estou dizendo e colocar em prática, você terá a oportunidade de ter seu ex de volta, de vê-lo apaixonado por você de novo, de despertar ainda mais interesse e atração do que antes, e de simplesmente fazer com que ele acredite que você é realmente a mulher da vida dele!

O mais incrível é que a ideia e o esforço para reconquistá-lo de novo foram seus, mas ele achará que quem quis voltar foi ele.

Sim, seus problemas aparentemente sem solução, podem ser resolvidos!

Vamos começar a entender porque a situação chegou a este ponto, e como você pode reverter isso imediatamente! Preste muita atenção:


O que acontece no fim de um relacionamento?


Você pensa que conhece a si mesma, mas não conhece. A verdade é que sua mente e seu corpo são praticamente controlados por hormônios e neurotransmissores.

Independentemente do que levou ao fim do relacionamento, sofrer é inevitável. Ficamos com o corpo e a mente sobrecarregados, o que pode nos causar uma reação de bloqueio por semanas ou meses.

Psicologicamente falando, existe uma necessidade de vivermos o “luto” deste momento (a conhecida fossa), para analisarmos melhor o que aconteceu, e entendermos emocionalmente o que houve.

Olhando rapidamente, as ideias que você tem é que ele deixou de te amar, ou que perdeu o interesse. Você não consegue entender isso, pois ele dizia e se mostrava apaixonado até pouco tempo antes. E isso piora quando você lembra do começo do relacionamento, e do quanto ele fez de tudo para ter algo contigo, e para mostrar como estava apaixonado.


Como é que isso mudou tão rápido?
Como é que, após o fim, ele parece não gostar mais de você,
enquanto você se apaixona cada dia mais? Como é possível?


Eu te explico:

Quanto mais você se envolve na situação, mais o seu interesse aumenta. Ir atrás, tentar convencê-lo a mudar de ideia, tentar entender o que deu errado, e como fazer ele te querer de novo, são atitudes que fazem a paixão crescer.

Por que isso acontece?

Existe um hormônio chamado dopamina, e na mente dos apaixonados, esse hormônio age com muito mais intensidade. Ele nos torna sensível ao que traz bem-estar (como comer algo gostoso). Logo, ele nos dá motivação para ir atrás desse bem-estar.

O que acontece quando seu ex te deixa, é que você perde parte desse bem-estar, e rapidamente seu cérebro aumenta a dopamina, fazendo você se sentir intensamente abandonada, e absolutamente estimulada a buscar o que te falta (no caso, seu ex), seja lá como for.

E pior: além disso aumenta também o medo, e você se sente mais vulnerável (mulheres mais sensíveis, realmente entram em pânico).

Pois é, quem te disse que o oposto do amor era o ódio mentiu. A raiva de ser abandonada não acaba com o amor que você sente. E eu sei que você sabe disso, porque mesmo com raiva não deixou de amá-lo!



Só as mulheres amam mais após o fim da relação?


Talvez você esteja questionando: “Ok, entendi. Mas quer dizer que depois do pé na bunda só as mulheres amam mais? Porque a tal da dopamina não age nele também para aumentar o interesse por mim?”.

Isso não acontece porque simplesmente não é ele que está correndo atrás!

Ele está se mantendo indiferente a você e ao que te cerca. Está quieto no canto dele, seguindo a vida dele, saindo, curtindo preguiça em casa, zoando com os colegas, tomando umas… E adivinha quem está louca e descabelada atrás dele? Isso mesmo: você!

Como é que a dopamina vai poder agir nele, se você não deixa ele sentir que te perdeu? Você está sempre por perto, sempre atrás, sempre deixando claro que não vai embora!

Preste atenção: o oposto do amor é a indiferença, o desinteresse.

Você precisa agir exatamente como ele (no que diz respeito a ficar quieto curtindo a própria companhia), e deixar que ele perceba que está te perdendo, para que finalmente a dopamina o faça querer de volta a sensação de bem estar ao seu lado.


Então qual é a solução para tê-lo de volta?


O que sempre te digo? Para sumir do mapa e cuidar de você né? Tá começando a entender agora porque eu digo isso?

Você precisa dar este espaço, causar a sensação de desinteresse. E pode fazer isso facilmente tirando o foco dele e colocando em você: tratando de cuidar da sua vida, enquanto deixa ele de lado.

A questão é que simplesmente sumir pode não ser suficiente em alguns casos. Nestes casos mais complexos é preciso sumir, mas saber a hora certa de retornar.

Há o momento de segunda fase da separação, onde você desiste e começa a lidar com a perda. Isso acontece como uma reação à resposta de desespero do cérebro, ao perceber que não há mais chance.

Neste momento, a dopamina reduz sua atividade, levando ao desânimo, e até mesmo à depressão em casos graves. Portanto, você não pode simplesmente abandoná-lo de vez eternamente, pois o resultado pode ser justamente o oposto: ele te esquecer.

É preciso saber balancear a equação: saber como sumir, o que fazer nesse tempo, como preparar o caminho para ter contato com ele de novo, quando finalmente falar e como falar.

Apesar de serem jogos que muitas pessoas não gostam de brincar, estas atitudes de gato e rato são jogos mentais, que se fundamentam no funcionamento da mente humana para causar novamente a atração.

Não são simplesmente brincadeirinhas de sedução, de se fazer de difícil, ou coisas do tipo. Há explicações sérias para tudo isso.

Você verá que, com o passar do tempo agindo certo, os resultados começarão a aparecer. E mesmo que sejam pequenos, serão passos enormes visto que você já tinha certeza que ele nunca mais voltaria.

Você saberá como é se sentir assim:



E eu fico imensamente feliz quando recebo estes tipos de e-mails! Meus olhos brilham só de imaginar que é uma mulher a menos sofrendo por amor no mundo, e que aprendeu a lição sobre como se relacionar de verdade.

Infelizmente eu não consigo acompanhar individualmente cada caso. É humanamente impossível para mim. Portanto, a melhor forma que tenho de ajudar, é indicando alguém que também trabalhe com isso e que possa resolver sue problema.

No caso, a melhor pessoa que conheço e que dispõe da ajuda que você precisa, é o Pedro Henrique. Você terá acesso a todo o conhecimento dele (ainda mais com a visão masculina), e um passo-a-passo do que fazer e como fazer.

Se você quer ser feliz de novo ao lado da pessoa que você ama, se quer ter a chance de fazer certo dessa vez, se quer poder viver o romance que tinha, trocar mensagens com ele, ouvir a voz dele, ouvir ‘eu te amo’ de novo, e se sentir plenamente amada mais uma vez, então faça isso agora!

Clique no botão abaixo e conheça mais sobre o que estou te falando: