Fim de relacionamento: Depressão por causa de ex? Nem pensar!


Fim de relacionamento:
Depressão por causa de ex? Nem pensar!


Oi amiga!

Hoje quero conversar contigo sobre algo muito, mas muuuito importante. Antes vou te dizer o que me levou a escrever este post:

Recebi um email da Flor (vamos chamá-la assim), uma mulher de 43 anos, linda, solteira e desimpedida. Fiquei muito preocupada com a história dela, pois me contou que estava em um relacionamento, feliz, até que o cidadão resolveu terminar tudo.

Disse-me que chorou horrores após o fim de relacionamento, foi atrás duas vezes, e ficou quieta. Mesmo assim ele não deu a mínima. O problema veio quando Flor me disse que estava se consultando com uma psicóloga, mas não estava conseguindo superar a situação. Há poucos dias sentia uma tristeza profunda, não tinha vontade de fazer nada, chorava constantemente, e por vezes tinha pensamentos de morte.

Percebi pelas palavras dela, e pelos sintomas, uma forte tendência à depressão, (que se fosse adiante se instalaria sem dúvidas) e isso me deixou bem triste. Uma mulher bonita, madura, cheia de vida, livre, entrar em depressão por causa de um homem? Mas em que mundo nós estamos?

Conversei bastante com ela, e alertei para o que poderia acontecer caso ela não se esforçasse para sair dessa situação. Tentei mostrar o que não estava claro na visão dela, e me animei quando ela me retornou dizendo que saiu com as amigas para caminhar no fim da tarde – mesmo sem vontade.

Passamos algumas semanas conversando, insisti para que ela continuasse indo à psicóloga (ela queria parar), e que colocasse para fora todos os sentimentos amargos que estava guardando.

Na última conversa que tivemos, ela me disse estar bem melhor, que estava se animando um pouco mais, estava ocupando a mente com uns livros e crochê e sentia-se bem mais calma.

Lembrei do caso da Flor porque entre todos os emails que recebo (a maioria sobre fim de relacionamento), foi um dos que mais me preocupou. Grande parte das mulheres aparece com baixíssima autoestima, algumas tomando calmantes fortíssimos, mas nenhuma tinha chegado a ponto de comentar sobre suicídio.

Logo, preciso deixar essa mensagem caso você esteja passando por algo parecido, ou conheça alguém que está: nada nesse mundo vale sua paz, e muito menos sua vida. O fim de relacionamento não é o fim das suas chances de ser feliz!

Nenhum homem, por melhor que tenha sido para você, merece que você se mate aos poucos, porque é isso que você faz quando se isola do mundo, insiste em nutrir negatividade, tristeza, amargura, penamentos negativos de incapacidade e abandono… É matar-se aos poucos!

A linha entre o sofrimento normal e o doentio (que chamamos de patológico) é bem tênue, e você pode ultrapassar sem perceber. O que te peço é: fique atenta!


Observe o que sente, como se sente, que tipos de pensamentos costuma ter… Quando notar que a tristeza está indo além do normal, que está se afastando das pessoas e do que gosta de fazer, por favor, não sofra calada! Procure ajuda!


É muito, muito triste, ver mulheres colocando os homens como centros de sua vida. Como tudo que precisam para viver e serem felizes… Qual é amiga? Ei, não faz isso!

É lindo ter um amor para viver? Sim, é lindo. Mas é mais lindo quando esse amor é seu amor próprio. Amor por si mesma, pela vida, pelos amigos, pela família, pelos animais de estimação, e só no fim da lista, pelo bendito amor romântico que insistimos em querer (já falamos em outro post sobre a diferença entre os tipos de amor, lembra?).

Não permita que a tristeza seja sua companheira diária. Dê um basta na situação!

Chore o que tiver que chorar, vá ao fundo do poço se achar necessário, mas pegue impulso e saia de lá! Sofrer nunca foi e nem será declaração de amor, e muito menos o trará de volta. Na melhor das hipóteses ele volta temporariamente por pena, e aí me poupe né? Querer alguém ao seu lado por pena é muito triste!


Sentir pena é o pior sentimento que existe. É afirmar que o outro não é capaz de superar sozinho, e você é capaz! Não se permita vivenciar o papel da coitadinha por tempo indeterminado.


Sei que nem sempre é tão fácil se livrar da dor, mas é possível. E se torna mais fácil ao passo em que você se ajuda, e permite que os outros te ajudem também. Pare de ser egoísta e pense que sempre há alguém no mundo que precisa de você e te quer por perto. Se não pode se amar por si mesma, ame-se por aqueles que te amam.

E mesmo se chegar ao extremo de afirmar que ninguém te ama, Deus te ama. Ele quer o seu bem. Ajude-O a te ajudar.

Aproveite que 2016 só está começando, e livre-se das amarras e pesos do passado. Você não pode ir muito longe carregando tanta tralha nas costas. Abandone o que em nada contribui e fique só com o necessário: um coração leve, um sorriso no rosto e uma sensação de paz na mente.

Um beijo, sua linda! :*


Segredos da mente masculina: comece definitivamente a entender os homens, e ter melhores relacionamentos!