O poder do pensamento e os estragos que ele pode causar!


O poder do pensamento e os estragos que ele pode causar no amor


Oi amigata! 😀

Já comentamos aqui sobre a Lei da Atração em alguns artigos. Se você acompanhou, então já entendeu sobre o poder do pensamento. E com base nisso, uma das meninas me perguntou algo que merece ser comentado. Ela me disse:

“Não costumo ter tantos pensamentos negativos e mesmo assim coisas ruins tem me acontecido… Como pode ser?”

Vamos entender melhor. É o seguinte…

Os pensamentos são importantes pelo fato de muitas vezes você dar atenção a eles, e desenvolver um sentimento em relação a esse pensamento. E é esse sentimento que atrai as coisas.

Se sua cabeça pensa besteira, mas você não dá atenção e muda de assunto, ótimo! Mas normalmente nós escutamos esses pensamentos ruins e geramos um sentimento ruim: raiva, tristeza, desânimo, decepção, amargura, medo… E essas emoções nos trazem coisas ruins.

Basta um pensamento de dúvida, de ansiedade, de medo, para desandar toda a atração. É o poder do pensamento.


Mas e no caso dela, que não costuma ter esses pensamentos?
O que está acontecendo?


  1. Ela tem esses pensamentos e não percebe, afinal não temos o hábito de observar o que pensamos (mas podemos mudar isso com exercícios diários). Com certeza ela tem crenças negativas e não tem percebido/identificado ainda.
  1. Ela está atraindo inconscientemente, sem perceber. “É possível?” Claro que sim! É aqui que mora o perigo, pois a Lei da Atração está sempre atuando, assim como a Lei da gravidade (você não vê, mas sabe que se pular de um prédio, vai cair!), tanto é que você está sempre vivendo “coincidências” (que agora você sabe que é atração!), sempre vendo sua vida repetir os mesmos erros, onde no fim o cara te magoa, você sofre, fica traumatizada e com medo de amar.

Eu vivi isso, sei bem como é.

Então, podemos usar a Lei para atrair coisas boas, conscientemente, de propósito, ou podemos cair na armadilha de atrair coisas ruins sem perceber.

E como atraímos sem saber? Através da observação! O fato de você observar as coisas ruins que têm te acontecido com frequência, ou acontecido ao seu redor, acaba atraindo coisas ruins para você.


Pense comigo: como você tem reagido ao ver pessoas felizes, casais felizes na rua?


Vamos analisar o lado negativo do poder do pensamento.

Imagine que você vê um casal sorrindo, feliz, apaixonado, trocando carinhos, beijos… Então você se incomoda, e a primeira coisa que pensa é algo como: “Olha como estão felizes, só eu que não tenho sorte no amor… Que injusto”, e acaba ficando triste, ou pior, sente raiva da felicidade deles, chegando a desejar coisas ruins.

Quando você observa algo com atenção e gera um sentimento, se ele for negativo te afasta das coisas boas. Novelas, jornais (principalmente, que só passam coisas ruins), a vida das pessoas, a negatividade alheia…

Não adianta observar as coisas ao seu redor e absorver a negatividade delas. Você deve aprender a se desligar disso.

Como Gasparetto diz em um de seus áudios: “Você precisa aprender a fechar a gaveta”.

“Como assim?”. Se o seu dia foi cercado de negatividade, o trabalho foi ruim, na televisão só passou notícias ruins, você lembrou do seu passado triste… Então antes de dormir desligue-se de tudo.

Faça de conta que está pegando cada imagem negativa e colocando em uma gaveta. Em seguida, feche essa gaveta com as coisas ruins dentro e passe a chave. Pronto, você guardou, esqueceu. Passou, deixa lá, amanhã é um novo dia, novas cenas, novos pensamentos.

Mas o que normalmente fazemos?

Repassamos essas cenas milhares de vezes, comentamos, ouvimos, às vezes durante dias… E a negatividade lá, presente, atrapalhando. Precisamos aprender a começar o dia com a mente livre de negatividade, a deixar as coisas ruins no passado.

Você não faz ideia da negatividade que se espalha quando ocorre uma notícia de catástrofe, ou de impacto social. Durante vários, dias, a todo momento, a tristeza das notícias passando e as pessoas comentando…

É triste? Sim, bastante. Mas devemos aprender a não pegar a tristeza dos outros para nós. A não nos envolvermos sentimentalmente com isso. A não sentir pena.

Insensível? Não, precavida. Isso traz coisas ruins sem que você perceba. Como atrair coisas boas, se você está sempre pegando a tristeza, a decepção, a raiva dos outros e sentindo como se fosse sua? Sentir pena de alguém ajuda? Não, não ajuda! Na verdade te atrapalha e muito.


Pena é um sentimento muito triste, ao invés dele, escolha a compaixão.

Entenda o sofrimento da pessoa, compreenda o que ela está passando, busque se há algum meio de ajudá-la, mas não sinta pena, não pegue o sofrimento dela para você.


Então, antes de dormir, guarde tudo na gaveta e feche. Pronto, novo dia amanhã, não relembre o passado, as coisas ruins…

A mente pode ser facilmente enganada. Na Lei da Atração não faz diferença se você está vivendo a realidade, imaginando, lembrando ou fingindo… Na sua mente é tudo verdade, é real, tudo está acontecendo no agora.

É simples: Pensou, Sentiu, Atraiu.

O poder do pensamento é forte quando desencadeia reações em nós. Então aprenda a utilizá-lo para atrair coisas boas, positivas para sua vida.

Quando observar casais felizes, ou imaginar isso, ou ver cenas de filmes, novelas… Sinta-se feliz por eles, sinta a felicidade em todo o seu corpo, deseje coisas boas para eles (os casais) com todo o coração, tenha pensamentos como:

“Tomara que sejam muito felizes. Em breve eu também serei tão feliz assim…”. “Obrigada Deus, por me mostrar que é possível ser feliz com alguém…”

Se o passado insistir em voltar, pense no positivo do que viveu: “Nossa, como é bom estar apaixonada… Já vivi um momento assim, em breve viverei novamente”. Foque nas boas emoções. Deseje coisas boas e coisas boas virão para você.

Sempre digo: Faça o bem e fique bem que o resto vem.

Aproveite para dar uma lida no artigo: Lei da Atração e Relacionamentos.

Beijo, sua linda! :*


 

Segredos da mente masculina: comece definitivamente a entender os homens, e ter melhores relacionamentos!