Sofrendo de Amor: Como se livrar da Dor?

Sofrendo de Amor: O que Fazer?


 

Quem nunca sofreu, ou está sofrendo de amor, que atire a primeira pedra. Superar uma dor de amor é sempre difícil.

O problema da dor de amor, é que ela não passa com um medicamento. No máximo, ela passa durante o sono, e volta todas as manhãs.

Estar sofrendo de amor é perder o brilho, e enxergar a vida em preto e branco.

Nada tem graça, nada faz sentido, parece haver um vazio, e uma mistura de sentimentos entre culpa, decepção, raiva, medo, tristeza, carência…

Até parece que estou descrevendo um quadro depressivo, mas, no fundo, estar sofrendo de amor é mesmo depressivo.

Entretanto, sair desse sofrimento só depende de você!

Não podemos controlar o que fazem conosco, mas podemos (e devemos) controlar como reagimos à isso.

É fácil? Infelizmente não. Vai doer. Talvez demorar. Mas se você se ajudar no processo, isso vai passar.

Se você está sofrendo de amor, hoje vou te dar o pontapé inicial para sair desse tormento.

 

 

Sofrendo de Amor: Como Você lida com sua Dor?


 

Nada acontece por acaso em nossa vida. Tudo tem um propósito, e toda situação traz um ensinamento – por mais que, à princípio, não pareça.

Você nunca viverá uma vida sempre tranquila. Estaremos sempre sofrendo de amor, ou sofrendo por outro motivo.

A dor está presente no nosso cotidiano. Às vezes mais intensa, às vezes mais leve… Faz parte. Precisamos lidar com ela da melhor forma.

O sofrimento é algo passível de acontecer com qualquer um, o que nos diferencia é a forma como lidamos com ele.

Quando você está sofrendo de amor, como lida com a sua dor?

Classifico em dois tipos de pessoas:

As que sofrem, choram, mas em algum momento resolvem dar a volta por cima, lutar, se reerguer, e fazer da dor e do sofrimento uma lição de vida.

Essas, por maiores que sejam as dificuldades que enfrentem, sempre saem mais fortes.

Por outro lado, existe a maioria das pessoas: As que sofrem, choram, sofrem, choram, sofrem… ad infinitum.

São as pessoas que remoem a dor, por diversos motivos.

Psicologicamente falando, elas gostam de sentir pena de si mesmas (e isso acontece de forma inconsciente, não é proposital).

São pessoas que se apegam ao sofrimento e fazem dele parte do seu dia-a-dia. Que reproduzem isso na mente diversas vezes. Que se entregam à derrota e à desolação.

E pior: que chegam muitas vezes à cometer besteiras em nome da dor.

Enfrentar a dor é difícil. É mais fácil se render a ela, do que lutar diariamente. Entretanto, alimentar a dor não faz com que você se livre dela.

A forma como você escolhe lidar com o sofrimento é a maior responsável por te fazer sair dele, ou permanecer aí. LEVANTE!

 

sofrendo-de-amor-como-superar-um-termino-02

 

Sofrendo de Amor: Os 03 Passos para Superar


 

Se você está sofrendo de amor, existe três passos essenciais para sair dessa fossa e voltar a viver.

São eles: Determinação, Planejamento, e Consistência.

Vou te explicar como cada um funciona, para que você saia desse artigo e já coloque a “mão na massa”!

Estamos combinadas? Belê!

 

Passo 01: DETERMINAÇÃO


 

Toda jornada de superação começa com uma decisão.

Se hoje você está sofrendo de amor e alimentando a dor, esse é o momento de dizer CHEGA!

Determine um prazo para se livrar disso. Todos nós temos nosso momento de limite, onde não aguentamos mais.

Se você está sofrendo há muito tempo, e ainda não chegou ao seu limite a ponto de mudar isso, determine agora.

Talvez você ache que não consegue, que não é forte o suficiente, que não merece ser feliz, que não é capaz…

Seja lá que desculpa sua mente está dando, DECIDA interromper esse ciclo agora.

Primeiro, determine o prazo. Escolha um dia para fazer o ritual de despedida da dor.

No dia escolhido, você vai sofrer tudo que tiver que sofrer. Escolha uma playlist de músicas tristes, filme de romance, fotos de vocês, um bom vinho, e sofra.

Sofra, chore, grite, sinta raiva, quebre coisas… Faça o que der vontade (não contra você, pelo amor de Deus!).

Coloque a dor para fora. E após isso, vire a página.

Quando se sentir leve por ter colocado tudo para fora, diga para si mesma que amanhã é um novo dia, e que essa dor não terá mais espaço na sua vida.

Feito isso, vamos ao passo dois.

 

PASSO 02: PLANEJAMENTO


 

Você deve se sentir mais leve após colocar tudo para fora, mas isso não significa que não estará mais sofrendo de amor.

É agora que a parte difícil começa.

A sua mente ficará te relembrando do sofrimento, 24h por dia. Se você der ouvidos, voltará para a fossa.

Para evitar que isso aconteça, precisa se planejar.

O que você fará para ocupar seu tempo, sua mente, e se divertir no processo?

Sim, se divertir. Precisa ser prazeroso, ou então seu cérebro te fará desanimar e desistir.

Não adianta se ocupar de trabalho o dia todo, sendo que detesta sua rotina, e assim que desocupar, voltará a pensar na dor.

Se vai trabalhar, dê o seu melhor. Ao chegar em casa, ocupe-se com atividades prazerosas, que você gosta, que te dão prazer: Assistir, ler, dançar, fazer artesanato, ouvir música… Sei lá.

Encontre suas atividades prazerosas, e que não alimentem a dor. Por exemplo: Não adianta ouvir música, mas serem músicas tristes. Não adianta ver filme, mas ser um romance.

Se ajude!

Inclusive, fazer exercícios é excelente! Libera serotonina no corpo, e vai te ajudar a ter mais bem estar.

Encontrar um propósito é muito eficiente. Se tem algo que você ama fazer, ou adoraria aprender, esse é o momento perfeito para começar.

 

sofrendo-de-amor-como-superar-um-termino-01

 

PASSO 03: CONSISTÊNCIA


 

Agora que você planejou tudo, siga.

Talvez essa seja a parte mais difícil, porém, a mais necessária.

Sua mente vai querer te deixar na zona de conforto, na merda quentinha. Ela não vai querer que você continue com seu planejamento.

O primeiro dia poderá ser empolgante, mas os dias seguintes serão chatos, cansativos, tediosos… Você vai começar a adiar o planejamento, a fazer depois…

Quando perceber, terá abandonado o planejamento, e estará novamente alimentando o sofrimento.

SEJA FORTE!

Você só precisa se manter firme por pelo menos três semanas. Um dia de cada vez. Um dia de empenho para se sentir bem.

VOCÊ CONSEGUE!

Três semanas já te farão começar a se acostumar com a nova rotina, e quando perceber, tudo estará voltando ao lugar.

 

Sofrendo de Amor: Libertando-se da Culpa


 

Se você seguir os três passos acima, verá resultados expressivos. E se, por algum motivo, não funcionar, é um alerta para que você procure ajuda profissional, como um Psicólogo.

Cuidar da mente é tão importante quanto cuidar do corpo.

Talvez, neste momento, esteja sofrendo de amor por se culpar. Sentindo que tudo isso é sua culpa, e se tivesse agido diferente…

Pare…

Você não tem culpa, tem responsabilidade. Você tem a sua parcela, e seu ex tem a dele.

O que aconteceu, aconteceu. Você agiu com o conhecimento que tinha, assim como o seu ex. Não era possível ser diferente.

Precisa enxergar isso como aprendizado necessário para seguir em frente.

Errou? Identifique o que faria diferente agora, e faça no próximo relacionamento.

A culpa mata. De dentro para fora. Aos poucos.

Não permita isso. Aprenda com o passado, e depois o enterre lá.

O mundo aqui fora muda de acordo com a visão que você tem aí dentro. É sempre de dentro para fora que as coisas acontecem.

Viver de passado, de sofrimento, de dor, não é viver, nem mesmo é passar pela vida, pois você estacionou em um determinado ponto.

Não alimente a dor. Passe a marcha. Ande. Prossiga. Por mais que você não acredite agora, mas a vida segue, tudo passa.

Tenha calma, respire, cuide de você, de suas feridas. Um passo de cada vez e logo você completará o caminho.

Aproveite para continuar lendo: Como esquecer alguém, Como Superar o Fim de um Relacionamento.

Fica bem.

Um beijo, sua linda! :*

 

como-superar-o-fim-de-um-relacionamento

Talitha Alencar

Mentora de Mulheres. Coach. Especialista em Comunicação Estratégica para Relacionamentos, Autossabotagem, e Inteligência Emocional. Instagram: @TalithaAlencar.

Related Episodes