Como você lida com sua dor?

fim-de-relacionamento-fim-de-namoro-como-superar-o-fim-de-um-namoro

Como você lida com sua dor?


Ah se a vida fosse feita de flores! Mas inconscientemente nós estamos sempre atraindo coisas, pessoas e situações para nossa vida que nem sempre são as melhores escolhas. Graças a Deus o mal também passa, e podemos acelerar esse processo, afinal, a vida não precisa ser difícil e sofrida como muitos acreditam.

Todos já sentimos dor, em algum momento, de determinada forma… A dor está presente no cotidiano das pessoas. Sentir dor é algo passível de acontecer com qualquer um (não que precise acontecer), o que nos diferencia é a forma como lidamos com ela. Como você lida com sua dor?

Temos dois tipos de pessoas:


  1. As que sofrem, choram, e resolvem dar a volta por cima, lutar, reerguer-se e fazer da dor e do sofrimento uma lição de vida;
  2. E aquelas que sofrem, choram, sofrem, choram, sofrem… ad infinitum. São as pessoas que gostam de sentir pena de si mesmas inconscientemente. Que se apegam ao sofrimento e fazem dele parte do seu dia-a-dia. Que o reproduzem na sua mente diversas vezes. Que se entregam à derrota e à desolação. Que chegam muitas vezes à cometer besteiras em nome da dor.

Meu recado é para as pessoas do segundo tipo, e começo perguntando: Por quê? É, isso mesmo. Por que fazer isso? É mais fácil se entregar do que lutar? Mas, cá pra nós, se entregar à dor resolve seu problema? Foi o que pensei. Não resolve.


Me responda mais: O que está ganhando com tudo isso? Com todo esse sofrimento? Porque precisa se apegar à essa dor? Quantas coisas maravilhosas da vida você está perdendo com suas atitudes de baixa estima, negatividade, fraqueza? Quantas pessoas estão vivendo seu sofrimento? Ei, psiu, não foge! Continua lendo. Responde pra si mesma, e com sinceridade. Encara essa dor de frente!


Nem adianta tentar me comover, fazer o papel da coitadinha que foi deixada, traída, mal amada. Todos temos problemas. Uns mais, outros menos. Mas podemos escolher como lidar com eles. Sei que dói, sei que parece não haver saída, mas tem! Sempre tem!

O que você tem feito por você para se tirar dessa situação? Tem se ajudado?

O Universo não pode agir à seu favor se você não se ajuda! Se continua focada na negatividade, atraindo ainda mais coisas ruins!

Você ainda não entende, mas isso que está passando é parte de sua experiência de vida. Não precisamos sofrer para evoluir, mas se a dor nos encontrar, podemos escolher lidar com ela da melhor forma. Faça uma limonada com esse limão! Lá na frente, você vai entender tudo. Vai fazer sentido. Vai aceitar que foi um livramento do Universo, de Deus. Ele só quer seu bem, e isso implica afastar da sua vida tudo que possa te fazer mal (mesmo que na sua cabeça você achasse que te fazia bem).


Não estou aqui para sentir pena de ninguém. Pena é um sentimento péssimo, tanto para o ouvinte quanto para o protagonista. Sentir pena de você é alimentar sua dor e trazê-la para minha vida. Nenhuma de nós sai ganhando com isso. Mas sinto compaixão, entendo sua dor e te mostro estratégias para lidar com ela.


Infelizmente não posso completar o livro, vou até a página três, e o resto é por sua conta (infelizmente, pois se pudesse te faria uma lavagem cerebral radical agora!). É tudo aí contigo. Aí dentro. No peito. No coração. Na cabeça. É aí dentro que você precisa resolver. O mundo aqui fora não vai mudar para te agradar, sinto muito.


O mundo aqui fora muda de acordo com a visão que você tem aí dentro.

É sempre de dentro para fora que as coisas acontecem.


 

Nem preciso comentar que tirar a própria vida não adianta né? De repente você morre, as pessoas sofrem, você chega no andar de cima e começa a acompanhar as pessoas vivendo felizes; o traste casando com a ex; sua rival fazendo plástica e ficando linda…

Poxa, resolveu muita coisa morrer hein? Vai fazer o que agora? Virar assombração? Sim, porque agora “você se foi”, mas aqui a vida continua linda e leve. É amiga, é assim. Analise bem antes de sair querendo morrer por ai. Seu pedido pode ser uma ordem realizada rápido!


Enfim, só quero que você saiba que sempre existe saída quando se está aberta a percebê-la. Quando se esforça pra enxergar a luz no fim do túnel.

Quando você deseja e age para superar. Quando se ajuda.


Viver de passado, de sofrimento, de dor, não é viver, nem mesmo é passar pela vida, pois você estacionou em um determinado ponto. Não alimente a dor. Passe a marcha. Ande. Prossiga. Por mais que você não acredite agora, mas a vida segue, tudo passa.


Tenha calma, respire, cuide de você, de suas feridas. Um passo de cada vez e logo você completa o caminho. #BoaSorte #FiqueBem.


 

Compartilha aí com as amigas:
error: Este conteúdo é protegido!