Homens querem Sexo. Mulheres querem Segurança. Como conciliar?

homens querem sexo e mulheres querem segurança - autoridade feminina

Homens querem Sexo. Mulheres querem Segurança.


 

Oie migles!

Vamos falar sobre a diferença entre os desejos dos Homens e das Mulheres em uma relação?

Como você bem sabe, nós somos diferentes dos homens. Isso já nos leva a acreditar que nossos desejos também sejam diferentes em alguns pontos. E sabendo conciliar, é possível ter um relacionamento saudável e duradouro.

Acredito que uma das maiores incompatibilidades entre o homem e a mulher, vem de esperarem atitudes iguais, quando ambos são absolutamente diferentes.

Se isso fosse entendido, grande parte dos problemas seriam resolvidos.

A bagunça já começa no instante em que um homem e uma mulher se encontram pela primeira vez. Ocorrem reações absolutamente opostas, e cada um avalia o outro de acordo com suas próprias expectativas.

É algo mais ou menos assim:

“Rodrigo e Amanda moravam na mesma cidade, e se conheciam “de vista”. Frequentavam o mesmo clube, e sempre se observavam à distância. Ele olhava as curvas dela, enquanto ela avaliava o nível de interesse dele. Certa vez, Rodrigo se aproximou, e os dois começaram a conversar. Ele olhava a todo o instante para o decote de Amanda, enquanto ela avaliava a forma como ele se comportava, tentando enxergar sinais de confiança que a fizessem seguir em frente”.

Inicialmente temos interesses diferentes, e reagimos ao outro de forma também diferente.

Por exemplo, os homens tendem a avaliar mais positivamente as mulheres que têm corpo atraente e rosto feio, do que aquelas que têm corpo feio e rosto atraente.

As mulheres, em sua maioria, preferem homens com rosto simétrico, um pouco mais velhos, altos e fortes que elas.

São reações inconscientes da nossa mente! – por isso as Frases da Conquista deixam os homens loucos, porque agem quase que de forma inconsciente.

 


Algumas coisas são herdadas, e não mudam do dia para a noite…


 

Tendemos a demorar para confiar em alguém, principalmente se for homem.

Também somos propensas a dar menos crédito à beleza, enquanto os homens são mais visuais.

Isso é uma herança pré-histórica. Antigamente os homens precisavam escolher suas parceiras, baseados em indícios de fertilidade – indícios esses que eles conseguiam diferenciar pelo olhar.

Já as mulheres tinham um problema mais complexo…

Como os bebês levam anos para ser autossuficientes, uma mulher solteira na época pré-histórica não conseguia reunir calorias suficientes para sustentar uma família sozinha.

Ela precisava escolher um homem que fosse companheiro e ajudasse continuamente.

Portanto, até hoje, quando encontramos um possível pretendente, nosso tempo é diferente do dele. É por isso também, que os homens tendem a ir para a cama mais rápido que as mulheres.

Por outro lado, também existem muito mais homens problemáticos do que mulheres. Por isso nós, mulheres, percebemos que é mais válido trocar algumas características superficiais da primeira impressão, por segurança e inteligência em longo prazo.

Isso é mais importante!

No nosso exemplo anterior, Rodrigo já imaginava a noite com Amanda em sua cama, enquanto ela estava com todos os alertas ligados, esperando ter mais indícios positivos que a fizessem seguir em frente com ele.

Isso não significa que ela não sinta o mesmo desejo por sexo, mas dependendo da sua personalidade, e do interesse em longo prazo falar mais alto, ela entende que talvez precise se conter.

Muitos desentendimentos entre casais existe justamente por não entender os desejos do outro.

 

 


A primeira impressão da Mulher, faz diferença para o Homem?


 

Você sabia, por exemplo, que somos capazes de julgar no primeiro décimo de segundo, se uma pessoa é competente, agressiva, confiável, ou agradável?

E que essas impressões iniciais são incrivelmente decisivas para prever como nos sentiremos sobre essa pessoa meses mais tarde? Pois é.

Agora você sabe o quanto a sua primeira impressão é importante.

Quantas vezes você vê uma pessoa de cara fechada, e pensa logo que deve ser insuportável? Ou uma mulher muito feminina e cheia de si, e diz logo que ela deve ser fútil ao extremo?

Quantas vezes vê um homem rodeado de amigas, e diz que ele é o maior galinha’?

 


E pior, se o final da experiência não for bom, a péssima impressão ficará!


 

Segundo Pedro Calabrez, Pesquisador da UNIFESP, é como se nós tivéssemos dois “eus” dentro de nós.

 

  • De um lado, o “Eu experiencial“, que vive o momento presente, o instante. Que aproveita cada momento enquanto ele ocorre.
  • Do outro lado, o “Eu projetivo“, que pensa sobre a vida, sobre o passado e o futuro.

 

Nós estamos sempre contando histórias, revivendo memórias. Olhamos para o passado contando histórias, e para o futuro buscando novas histórias que queremos vivenciar. Falar de memória é um tema bem complexo.

Se eu te falo a palavra “refrigerante“, acredito que provavelmente veio a marca coca-cola à sua mente. Você pensou nisso de forma automática e inconsciente – essa é a memória associativa.

Do mesmo modo, quando você vai escrever ou digitar, você não pensa em cada letra, você simplesmente desenvolve o texto – essa é a memória procedural, também automática e inconsciente.

Mas existem outros tipos de memória que são conscientes, como a memória autobiográfica – a história que você conta sobre si mesma, de eventos pessoais da sua vida.

Porém, a memória humana não é confiável. Ela não reproduz hoje exatamente o mesmo fato que aconteceu no passado. Ela é construída e reconstruída todos os dias. Cada nova experiência que vivemos, altera expeeriências anteriores.

Nossa memória é profundamente modificada pelo final da experiência, e pelos picos emocionais. É como um filme que foi 95% do tempo legal, mas os 5% finais, foram péssimos. Que memória você leva do filme? A maioria das pessoas diz que foi ruim.

Portanto, a memória é influenciada!

O final da experiência é muito importante para nossa memória, e por isso a primeira impressão não é a que fica, mas é a que abre portas para que a experiência continue. Se for ruim, aumenta a probabilidade de você encerrar a experiência. Você levanta muros de defesa, passa a ser mais crítico, e a rejeitar com mais facilidade.

Por exemplo: Relacionamentos que foram bons por um tempo, mas tiveram um final traumático, tendem a ser lembrados como traumáticos por inteiro.

Tenha cuidado com a primeira impressão que você transmite!

Ninguém conhece sua personalidade maravilhosa à primeira vista. É instintivo! – não adianta culpar a hipocrisia da sociedade por julgar uma piriguete pela forma como se veste.

 


Que lição tiramos disso tudo?


 

Para as Mulheres: Não se traumatize achando que os homens só querem sexo com você, ou que tens algum problema por não conseguir conquistar um Homem e ter um bom relacionamento.

É da natureza deles desejar o sexo, mas não é única coisa que eles desejam de uma mulher! Cabe a você impor os seus limites e cuidar da impressão que você deixa.

Oi? Você não impõe limites? Então não reclame.

Para os Homens: Não vá com tanta sede ao pote, não é assim que funciona.

Essa parte louca de nós que sai com você e fica imaginando um futuro ao seu lado, é uma reação adquirida e aplicada a todos os pretendentes (não ache que você é um Deus grego irresistível por isso).

Se quer atingir seu objetivo com uma mulher, saiba ter paciência e investir direito! Queremos segurança, queremos saber que o tempo que investimos em você não será em vão.

Queremos saber que vamos ter um Homem ao nosso lado nos bons e maus momentos, e que poderemos contar com ele sempre que precisarmos. Não nos julgue pela má impressão que outras mulheres deixaram em você!

Se você, homem, quer uma mulher de qualidade, trate-a como uma mulher de qualidade. O retorno será melhor do que imagina.

E se você, amiga, quer aprender mais sobre como entender os Homens, clique e leia o artigo: Como Entender os Homens e ter melhores relacionamentos.

Um beijo, sua linda! :*

 


Artigo atualizado em Novembro/2018


quando desapegar e quando insistir

 

error: Este conteúdo é protegido!