banner
Falta de Amor-Próprio: Como Resolver isso?

Falta de Amor-Próprio: O que Fazer?


 

Falta de amor-próprio… O mal que atinge Homens e mulheres (de formas levemente diferentes).

Com certeza você já deve ter ouvido (ou mesmo lido) as pessoas dizerem que você precisa “se amar mais”, “se valorizar”, ter mais “autoestima“…

Se são pessoas próximas à você, talvez elas tenham razão.

Talvez você não esteja enfrentando a falta de amor-próprio, e as consequências disso podem ser graves.

Quando nos falta amor, também nos falta autocuidado. E quando paramos de dar atenção à isso, abrimos as portas para atrair pessoas que nos farão sofrer.

Para te ajudar a se proteger contra essas situações, e sair do lugar de vulnerabilidade, hoje vou te explicar o que é a falta de amor-próprio, e como mudar isso.

Bora lá!

 

Falta de Amor-Próprio: O que é?


 

Quando o assunto é amor-próprio, ou falta de amor-próprio, eu prefiro usar outras palavras…

Se falamos de amor-próprio, isso traz uma ideia de algo genérico, indefinido, que muito se fala, mas pouco se sabe como realmente aplicar.

Prefiro falar em autocuidado. Todo mundo sabe o que significa se cuidar.

Amor-próprio é uma forma de autocuidado. Assim como você cuida do seu corpo, da sua pele, do seu cabelo, da sua mente, você também cuida do seu bem estar.

Ter amor-próprio é cuidar do seu bem estar. É colocar o seu bem estar acima de tudo.

Na teoria, parece óbvio e fácil de fazer. Mas na prática, não é bem assim que acontece…

Principalmente entre as mulheres, existe uma imensa falta de amor-próprio.

A mulher já tem naturalmente um instinto de cuidar, de proteger. E nesse processo ela abre mão de si mesma para colocar os outros como prioridade em sua vida.

A sua prioridade número um deve ser você. Até mesmo se tiver filhos.

Se você não está bem, se não está em sua plenitude, não poderá oferecer o seu melhor a ninguém.

E quando falamos em relacionamento amoroso… Nossa, a catástrofe é certa!

 

Falta-de-Amor-Próprio-Como-Resolver-isso-02

 

Falta de Amor-Próprio: Sintomas


 

Quando você sofre da falta de amor-próprio, você passa a ter atitudes de descuido consigo mesma.

Isso pode significar desde coisas simples, como estar sempre ajudando os outros sem receber nada em troca, quanto aceitar continuar em um relacionamento tóxico.

Pessoas com falta de amor-próprio são vulneráveis, e se tornam alvo fácil para narcisistas e psicopatas, que vão se aproximar de você apenas em benefício próprio.

Quando há falta de amor-próprio nos relacionamentos, por exemplo, é comum a mulher ter atitudes como essas:

 

  • Se envolver com caras que não prestam, mesmo sabendo disso;
  • Aceitar ser humilhada pelo parceiro, por medo de deixá-lo e ficar sozinha;
  • Sair com caras que só as usam para sexo casual, e aceitar isso;
  • Usar o próprio corpo como forma de moeda de troca;
  • Viver relacionamentos medíocres, pela ideia distorcida de que é o que merecem, e que nenhum outro homem vai querer ficar com elas.

 

Causa mal estar ler isso e imaginar essas situações, principalmente porque recebo relatos assim com muito mais frequência do que gostaria.

Ter amor-próprio não é ficar se olhando no espelho e dizendo que se ama. Não é repetir frases bonitinhas.

Ter amor-próprio é saber que você é a pessoa mais importante. Que o seu bem estar vem acima de tudo.

Que nada, nem ninguém, tem o direito de te desrespeitar; e no momento em que isso acontece, você não mede esforços para dar um basta.

Ter amor-próprio é ter comportamentos que te trazem bem estar. Que fazem você se sentir valorizada e respeitada. Que aumentam a sua dignidade.

É autocuidado, na sua mais completa forma. Se você quer ter amor-próprio, aprenda a cuidar de si mesma.

 

Falta de Amor-Próprio e Autoestima


 

Costumo ver uma ideia equivocada sobre falta de amor-próprio…

As pessoas fazem parecer que você tem que estar bem o tempo todo. Sempre feliz, sempre positiva, sempre comemorando a vida…

Bom, seria maravilhoso se fosse possível. Claro que a ideia é estar bem a maior parte do tempo, mas estar bem o tempo todo é uma expectativa irreal.

Um dia em que você não se sente bem, está se sentindo feia, está com baixa autoestima, não significa que você não se ama!

Você não é um robô! Você é uma pessoa, sujeita às mudanças de comportamento, às situações ao seu redor, aos hormônios… O seu humor vai mudar!

Até mesmo aquela mulher que você acha perfeita e segura de si, tem seus dias de baixa autoestima.

É normal!

O que não é normal é isso ser frequente. É nunca estar bem consigo mesma. Sempre se achando feia, incapaz, incompetente, inadequada…

Não é normal sentir que precisa de alguém para ser feliz, pois não é capaz de se sentir bem estando só.

Não é normal se sentir inferior, e se tratar como se fosse um objeto sem valor.

Se você se sente assim com frequência, precisa procurar ajuda psicológica. Não está aproveitando a vida como ela deveria ser aproveitada.

Está em adoecimento mental, e não sabe disso.

 

Falta-de-Amor-Próprio-Como-Resolver-isso-01

 

Falta de Amor-Próprio: Os Reflexos


 

A forma como você se enxerga e se trata, determina a forma como as pessoas vão te enxergar e te tratar também.

Se você se trata com falta de amor-próprio, já pode imaginar o que receberá de volta, e que tipo de pessoas atrairá para a sua vida.

Precisa assumir a responsabilidade pela sua vida, e pelo seu bem estar.

Precisa encontrar a raiz do que te faz agir com falta de amor-próprio, e resolver isso (praticamente tudo que acontece na sua vida adulta, é resultado da sua infância. As respostas estão lá!).

E o primeiro passo (além de procurar ajuda psicológica) é começar a dizer NÃO para o mundo, e SIM para você, sem medo.

Pare de fazer tudo para agradar aos outros, por medo de ficarem chateados.

Pare de se preocupar com a opinião alheia, e conduzir sua vida em função disso.

Pare de se envolver com homens que não te dão o que você merece, por medo de ficar sozinha e sem amor.

Pare de se submeter à capricho de homem, apenas para agradá-lo e mantê-lo ao seu lado.

Pare de buscar culpados para os seus problemas. O problema não é o outro, a crise, a falta de sorte… A sua vida é SUA responsabilidade, e de mais ninguém.

Pare de esperar que um homem te faça feliz, porque essa responsabilidade é sua!

Não aceite desrespeito. Não aceite migalhas de afeto.

Saiba exatamente tudo que merece e deseja receber, e tire da sua vida qualquer pessoa que não se encaixe nesses padrões.

Autoestima é contagiante! Amor-próprio é contagiante!

Quando você começar a aplicar isso na sua vida, verá que os aproveitadores se afastarão, dizendo que você mudou, e que gostava mais de você antes (é claro!).

Mas aqueles que te amam vão comemorar o seu crescimento pessoal! Vão ver que agora, finalmente, você se enxerga como alguém de valor.

Quando você aprender a ser feliz sozinha, aí sim, a felicidade vai perceber a porta aberta e entrar.

Apenas experimente!

Aproveite para continuar lendo:

 

 

Um beijo, sua linda! :*

 

como-puxar-assunto-com-o-crush

IMPORTANTE: Os comentários realizados nesse artigo são de responsabilidade de quem escreve (você). Por favor, mantenha o respeito com as coleguinhas. Para acompanhar mais conteúdos, acesse nosso Instagram: @talithaalencar
Talitha Alencar

Terapeuta Especialista em Relacionamento para Mulheres, com foco em Conquista, Reconquista, e Reconstrução de Relação. Instagram: @TalithaAlencar.

Related Episodes