Homem romântico… E se ele não for?

homem-romantico-autoridade-feminina


Homem romântico… E se ele não for?


Oi amiga! Tudo bem por aí? Que bom!

Imagine a seguinte situação:

“Você está com seu boy magia dos sonhos há um ano. Um belo dia reflete que ele nunca te fez declarações de amor expostas, nunca te elogiou, nem mesmo te presenteou em algum momento marcante, e costuma ser meio arrogante. Mas no fundo, bem no fundo, você o ama, e tem esperança que ele possa ser mais romântico um dia. E esta esperança te faz suportar coisas que não toleraria de outra pessoa. Você vai levando o relacionamento: 1 ano, 2 anos, 10 anos… E chega a conclusão que, afinal, cada um dá aquilo que tem né. Talvez não haja problema em amar por dois…”


Agora te pergunto: Você se enxerga nessa situação? Por quê?


Vamos falar francamente, como sempre fazemos amiga. Abra seu coração e seja sincera comigo: O que falta em você, que espera que ele complete? Sim, porque quando esperamos algo de alguém, é porque nos falta algo, ou achamos que a outra pessoa nos deve algo. Mas… Será que deve?

Vamos analisar a situação acima descrita:

Tudo bem que ele não faça declarações expostas, como depoimentos em redes sociais, outdoors nas ruas, carros de telemensagem (de verdade? Graças a Deus ele não faz isso! Menina que exagero!). E por que tudo bem? Bom, nem todos são dados a expor a vida por aí. Pode não ser o perfil dele, e mesmo que ele o fizesse, nenhuma declaração de amor exagerada é prova de que, realmente, existe amor ali. Quantos casais trocam declarações e fotos no facebook, e andam com a cabeça enfeitada de chifres na rua?

Ele nunca te elogiou? Sério? Nadinha? Nem um “Você tá diferente… Fez alguma coisa?” (que não seria lá um elogio né, mas tudo bem). Vejamos: já ouvi muito que homens não são românticos, que eles se tornam românticos para agradar/iludir a mulher que amam. Tem lá seu sentido, mas eu não seria tão radical.


Homens também têm sentimentos. Apesar de lhes dizerem para serem fortes e não chorarem, apesar de lhes ensinarem a esconder o que sentem, eles têm sentimentos. E alguns demonstram isso.


Então, um homem que gosta de você vai sim te elogiar, é instintivo (mesmo que seja um elogio meio sem jeito). É impossível estar te esperando para sair, te ver toda linda e produzida e não te lançar pelo menos um olhar encantado ou um sorriso bobo. E é este o ponto! Talvez ele não te elogie com palavras, mas faça com atitudes! É preciso conhecer a personalidade de quem você ama. Agora, se ele costuma ser gentil com todos, mas não faz questão de ser gentil com você: corre menina!

Então ele nunca te presenteou também? Poxa, que insensível. No dia a dia isso não é comum (fica a dica para o diferencial rapazes), mas em um momento marcante, especial? Nem sequer uma desculpa pelo ‘esquecimento’? Nem uma florzinha colhida no meio da praça? Não estamos falando de presentes caros, estamos falando de um gesto simbólico que diz: “lembrei de você”. Dia dos namorados, aniversário, aniversário de namoro, fim de ano… Nada, nadinha?

“Ah Talitha, mas pode ser a crise, eu entendo…” – hãn hãn… A desculpa da crise não cola quando ele conhece a mulher que tem, e sabe que ela não precisa de muito para ficar feliz, que apenas aprecia ser lembrada. Uma vez ou outra é justificável, mas sempre? É falta de consideração!

E por fim, o cara é arrogante! Mas que belo par de calças você foi arrumar hein! Sinto dizer, mas um homem que passa um ano contigo, sem se importar com sua existência, e que ainda consegue ser arrogante, não vai se tornar romântico como um passe de mágica… Será que vale à pena para você?

Perceba que há casos e casos. É preciso saber bem quem a pessoa é antes de se envolver com ela. Estamos falando de começo de compromisso. Se já sabia que ele era assim, então o erro é seu em querer que ele mude. E pior: querer que ele mude por você. Ninguém muda por ninguém, muda porque vê algum benefício próprio, muda se quiser.

Você não deve precisar de elogios para se sentir mais bonita, de presentes para se sentir lembrada, de declarações e tudo o mais… Não seja dependente do afeto do outro. Mas se isso te faz bem, e seu parceiro não tem tais características, avalie se vale à pena o compromisso. 5, 10 anos com uma pessoa é muito tempo, para depois perceber que nada será como você imaginava.


Também não ame por dois, porque nunca será o suficiente. E, de fato, cada um dá aquilo que tem, mas não significa que você deva tolerar tudo que recebe.


De todo modo, você merece um homem que tenha algo a acrescentar na sua vida, algo a complementar, e se essa pessoa, com todos os defeitos, te faz verdadeiramente feliz e te completa, quem sou eu para te dizer que deves deixá-lo?

O que devo dizer então? Seja sensata. O que é mais importante para você em um relacionamento? Se você vive a reclamar e esperar algo que ele já deixou claro que não pode te dar… Bom, então seu relacionamento estará fadado ao fracasso. Não há complementariedade, há dependência. Se resolver ficar com ele, aceite-o como é, sem tentar mudá-lo.

Agora, se acha que a personalidade dele não condiz com o que você procura, ou o que ele pode te oferecer não é o suficiente, então caia fora – e sem medo de nunca mais encontrar alguém. Quando você decide ser feliz, o Universo te coloca no caminho certo.

Um beijo, sua linda! :*


Compartilha aí com as amigas:
error: Este conteúdo é protegido!